sexta-feira, 15 de maio de 2009

Sozinha.


“Ela queria ser apenas aceita e adentrar num grupo sem que as pessoas te fizessem perguntas demais.”

Eu era assim um tempo atrás. Mas percebi coisas que jamais perceberia se eu sempre me isolasse do mundo. Descobri que amigos verdadeiros não estão perto, nem do seu lado. Estão sempre longe, longe demais, às vezes.

Aprendi que aqueles amores que você teve não passaram de uma paixãozinha por um garoto bonito da tua sala. "Amor não acaba, permanece pela eternidade, até mesmo em outras vidas, talvez."

Eu aprendi a viver de maneira correta, o meu correto seria não precisar de ninguém, e apesar de se sentir sozinha, eu mesma me sentir a pessoa mais importante do mundo.

Eu aprendi a viver de uma maneira difícil, mas foi à melhor maneira, sei que verdades facilmente se transformam em mentiras e que mentiras são guardadas pra sempre, e é simples, apenas esconder de todos e de tudo o que você é, fez, e o que queria ser. Bem, eu acho que aprender a conviver sozinho é a pior maneira de crescer, mas é a principal. Você sabe que se cair, vai ter que ter forças pra levantar sozinho qualquer hora.

Se algum amigo de verdade aparecer em tua vida, não o desperdice, o zele e cuide sempre, pois ele pode ser o único a cuidar de você, mesmo morto (a).

2 comentários:

Luna disse...

Um belo post bem reflexível. Eu acho que todos os jovens já passaram por isso. Adorei os mangás. Sou apaixonada por animes.

Tallita. disse...

Own, que legal. Somos duas então. *-*

Postar um comentário